Capa > Artigos > 7 dicas impagáveis para uma viagem econômica

7 dicas impagáveis para uma viagem econômica

7 dicas impagáveis para uma viagem econômica

Você ama viajar? 😆 Você deseja viajar cada vez mais? 😆 Não vê a hora de conhecer um lugar diferente? 😆  Você é um magnata Russo ou um sheik árabe?  😯
Caso a resposta desta sua última pergunta seja não, nós lamentamos profundamente e recomendamos que você siga a risca essas 7 dicas que vão te ajudar a viajar cada vez mais, cada vez melhor e tirando o máximo proveito do seu rico dinheirinho. E não se preocupe, pois viagem econômica também é sinônimo de viagem inesquecível.

1- Gaste só o que você tem!

dica 01

Sua vó já dizia: Primeiro você deve ganhar para depois gastar. Ela tinha razão. Se você pretende comprar sua passagem e hospedagem parceladas, e ainda pagar todos os gastos da viagem no seu cartão de crédito, provavelmente terá uma bomba relógio programada para explodir no primeiro vencimento da sua fatura. Infelizmente isso é bem mais comum do que se imagina.

Não estamos dizendo que você está proibido de usar o seu cartão de crédito. Pelo contrário. Com ele você pode acumular milhas e encaixar valores que não caberiam inteiros no seu orçamento. Mas tudo isso tem que ser muito bem planejado. Mantenha sua viagem econômica e use com moderação.

A melhor sensação que um viajante pode ter é a de voltar para casa carregando apenas lembranças da sua viagem. No Brasil, ter dívidas no cartão de crédito significa ter que trabalhar muito tempo para se ver livre delas. Algumas pessoas simplesmente não conseguem pagar, pois se empolgam e acabam comprando tudo que encontram pela frente, sem o devido planejamento financeiro. Por outro lado, se você conseguir se organizar e cobrir a maior parte dos custos de sua viagem de maneira antecipada, no momento do seu retorno a sua próxima viagem estará, de fato, muito mais próxima.

2- Considere os gastos além da passagem aérea

ticket

Um erro muito comum dos viajantes é se empolgar com promoções de passagens aéreas e esquecer de considerar os demais custos da viagem. Um exemplo: Em 2014 muitas pessoas aproveitaram um erro no site da KLM e compraram passagens aéreas a um preço irrisório, mas não consideraram os preços (caríssimos) da hospedagem em Amsterdã.

Além disso existem destinos que são naturalmente caros e que ficam ainda mais caros em algumas ocasiões. Gramado no inverno, Nova Iorque no final do ano, Rio de Janeiro no Carnaval, …. Evite esses destinos nessas épocas ou seu orçamento vai sofrer.

3- Utilize transporte público

transporte

Nós brasileiros, estamos acostumados com transporte público de baixa qualidade. Mas na maioria dos países civilizados, isso não é assim. O cidadão comum, que vive nas grandes cidades da Europa, Ásia e América do Norte praticamente só utiliza transporte público. Ter ou alugar um carro nessas cidades é um transtorno e o serviço de táxi costuma ser muito caro. Use e abuse de trens, metrôs, bondes e etc.

Para economizar ainda mais, a maioria das cidades oferecem passes diários ou semanais, que geralmente são muito vantajosos para turistas e passam o dia zanzando pelas atrações. Procure se informar sobre a melhor opção antes da sua viagem! Tudo que você precisa para uma viagem econômica está disponível na internet.

4- Viaje leve

viagem leve

Os brasileiros costumam carregar o mundo nas costas e precisam se livrar desse mau hábito. Malas são um estorvo, que vão te impedir de aproveitar a dica anterior e encarecer a sua viagem. Chegar a aeroportos e estações de trem vai ser moleza se você estiver com pouca bagagem, mesmo por transporte público. Se você já precisou carregar uma mala pesada em Veneza, sabe exatamente do que estamos falando.

Carregar muitas malas também fará com que as empresas aéreas low costs se tornem uma péssima opção, já que, muitas vezes, o preço de cada volume despachado pode ser maior do que o da sua passagem.

Mas a grande economia de se viajar leve é indireta: Quanto menor sua bagagem, menor seu impulso por comprar coisas. Então pense leve!

5- Tenha um orçamento diário

dica 05

É importante que você entenda os custos do seu destino. Para isso pesquise quanto irá custar o transporte, a alimentação e os passeios. Assim você poderá definir um orçamento médio por dia.

Com o aumento do custo de IOF nos cartões de débito e crédito, a compra de moedas estrangeiras em papel (mas também vale para o Real) se tornou a opção mais econômica e, por mais antiquado e perigoso que isso possa parecer, essa é a maneira mais fácil de manter o seu orçamento sob controle.

Separe o valor do seu orçamento diário na sua carteira pela manhã. Leve separado algum dinheiro extra para alguma eventualidade, mas não misture com a sua cota diária. Dessa forma você garante que terá dinheiro até o último dia da sua viagem. Se, em determinado dia, você gastar menos que o valor reservado, terá uma folga para o dia seguinte. Se acontecer o contrário, você saberá que vai precisar economizar alguns trocados para equilibrar o orçamento.

Se você morre de medo de perder o dinheiro ou de ser assaltado, existe a opção de cartões de débito que podem ser comprados e carregados no exterior. Mas isso é assunto para um outro artigo.

6- Seja flexível

dica 06

Se você quer economizar de verdade, tenha flexibilidade nas suas datas. Evite a todo custo viajar para os destinos na alta temporada. Não é só a dupla “passagem aérea/hospedagem” que encarece nessa época. Do aluguel do guarda-sol aos ingressos dos parques, tudo fica mais caro. E o pior é que você vai gastar mais para ter menos conforto, pois terá que disputar um lugar ao sol com hordas de turistas.

Então se você não abre mão de conhecer Orlando, não vá para lá em julho/Agosto; Quer ir a Gramado? Fuja do inverno e do Natal; Nordeste em Janeiro? Péssima ideia.
Se por qualquer motivo, você não tiver flexibilidade nas suas datas, então é bom que tenha para escolher o seu destino. Ir para um Resort no Nordeste durante o Carnaval te custará um rim e meio, enquanto que uma viagem pela América do Sul, neste mesmo período, te sairá uma viagem econômica custando bem menos.

7- Aproveite as promoções

dica 07

Por último, mas não menos importante: Você tem que ficar esperto, pois promoção de passagem aérea é um bicho muito arredio. Muitas vezes um preço aparece em um site e em poucos minutos a tarifa desaparece. Isso acontece pois pode haver um número muito limitado de assentos naquela tarifa, ou simplesmente, por que o estagiário cadastrou o preço da passagem errado no site da companhia aérea e algum tempo depois alguém se deu conta e corrigiu (depois de demitir o infeliz). Mas Independente do motivo, o importante é você ficar esperto. Se você se deparar com um preço arrasador e tiver disponibilidade para o período da promoção, não fica pensando muito. Tenha sempre o seu cartão de crédito por perto, pois nunca se sabe quando uma viagem econômica vai pular na sua tela.

O MINISTÉRIO DO TRABALHO ADVERTE: JAMAIS COMPRE PASSAGENS FORA DO SEU PERÍODO DE FÉRIAS, SEM CONSULTAR O SEU CHEFE!!!!

O melhor lugar para acompanhar as promoções é o site ou aplicativo do Melhores Destinos. Mas existem algumas outras formas de receber promoções, como por exemplo se cadastrando em newsletters das companhias aéreas ou acessando sites como Decolar.com, Viajanet, entre outros.

viagem econômica